Segunda-feira, Novembro 29, 2021
Início Contacto

Contacto

A Nova Portugalidade é uma certa ideia de Portugal. É nova sem rejeitar o passado, e a sua missão é reencontrar, resgatar, reinterpretar e relançar a Portugalidade enquanto civilização e agente da História. Entende a cultura como argamassa da família de povos portugueses, e dispõe-se a educar; aceita o debate público como arena necessária à reconstrução da Portugalidade, e dele não prescinde. Os seus princípios são os apresentados adiante.

Queremos uma Nova Portugalidade Somos 300 milhões do Acre a Timor. A unir-nos, temos sangue e séculos, cultura e sentimento. Fomos forjados por gerações de homens de Estado, de combate e de inteligência. Entre os nossos maiores, contamos soldados e marinheiros, pintores e arquitectos, poetas e capitães. Temos uma música que é nossa e de mais ninguém. Temos uma língua – que é a terceira do Ocidente – e uma literatura. O que nos aproxima uns dos outros é também o que nos distingue dos restantes povos do globo. A Portugalidade é uma ideia e uma forma de estar. É uma civilização. Mais que uma constelação de Estados, o mundo português é uma aliança de povos com um passado partilhado e um futuro em comum. A sugerir a reaproximação entre nações de fala lusa está, mais que a economia, a necessidade – que é justa e natural – de reerguer uma família de povos que só por trágico equívoco se desfez. O que queremos resgatar é, pois,tudo que nos o que nos irmana. Assim se fará a Nova Portugalidade

  • A Portugalidade
  • O imperativo de reconstrução da Portugalidade
  • Soberania e Liberdade Nacional
  •  Ideias da Portugalidade para o futuro da Portugalidade

Detalhes de Contacto

Nova Portugalidade

 Email: geral@novaportugalidade.pt

Sobre a Portugalidade

A Portugalidade é a grande família humana que Portugal criou pelo mundo. É uma civilização autónoma; é, também, uma verdadeira síntese de culturas, pois ergueu-se do encontro entre a Europa, a África, a América e a Ásia..

Envie-nos uma mensagem!

    ÚLTIMOS POSTS

    Somos novamente chamados à restauração da nossa liberdade

    0
    Cabe sempre aos homens menos ciosos da sua posição e da opinião que lhes têm os outros o lançamento das questões fundamentais. No nosso...